Faça valer a pena!


Independente do tempo que duas pessoas estão juntas, sou do time da minoria.
Da minoria que não esquece uma data especial sem comemorar.
Da minoria que jamais abusa de receber e retribuir surpresas cheias de amor.
Da minoria que está disposta a rir por qualquer motivo, a qualquer hora, em qualquer lugar.
Da minoria que é uma eterna "criança", mas nunca deixa de lado o termo ser responsável!
Da minoria que SEMPRE vai acreditar no amor, apesar de qualquer porém que a vida impuser.
A regra dessa minoria que faço parte com tanto orgulho, tem um lema:

Torne-se único na vida de alguém, SEJA E FAÇA A DIFERENÇA!



Ontem, hoje e sempre!

“Se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chega a apertar o coração: é o amor!”

 (C.D.A.)

Imagem do arquivo pessoal da blogueira!

Uma certeza.




"Não perca tempo tentando se vingar de alguém que te fez alguma maldade.
 O que é ruim se destrói sozinho". 
(autor desconhecido)

A mais sábia de todas.




Mais um trecho.

"Fere de leve a frase... E esquece... 
Nada convém que se repita... 
Só em linguagem amorosa agrada 
A mesma coisa cem mil vezes dita". 

(80 Anos de Poesia, 1986) 

Acervo pessoal da blogueira

Muda,

que quando a gente muda, o mundo muda com a gente! (G.P)


Casar é?

Tenho recebido muitas perguntas a respeito dessas duas palavrinhas juntas.

Perguntas feitas pelos meus próprios amigos, perguntas essas que me vejo numa complicação em responder.

Começo dizendo que casamento é unir-se além do teto, além da lei, além da convivência.

Casamento é compreensão, é renúncia, é aprendizado, é respeito, é amor, é persistência, é surpresa, é intensidade.

Antes de casar, namorei por dois anos, parte desses anos à distância, o que serviu para que eu tivesse plena certeza de que era isso que eu queria para minha vida.

Abandonar as regalias da casa dos pais não é fácil, você ingressa num mundo de responsabilidades que serão compartilhadas por igual, você terá um lar e uma relação para administrar.

Seus dias não serão mais os mesmos, você estará junto a alguém que escolheu viver e dividir sua vida.

Assim como na casa dos nossos pais havia momentos felizes e conturbados, no casamento não é diferente, o motivo é super óbvio, pessoas são como suas digitais, diferentes em quase todos os sentidos, ainda que parecidas em algumas situações.

O motivo de eu não conseguir explicar como é um casamento agora ficou mais nítido, cada união é singular, cada casal tem suas particularidades, cada lar tem suas regras e cada um sabe os seus limites.

O que posso dizer no meio de todas estas diferenças é que ao casar você deve ter certeza de sua escolha, você deve estar preparado para enfrentar uma realidade nova e intensa em sua vida.

Casar não é brincar de casinha.

Unir-se a alguém é ter cacife para dividir sua vida e seus momentos mais importantes com responsabilidade.

É saber que não é a primeira briga que vai fazer você arrumar todas as suas coisas e querer regressar à casa dos pais.

A união entre duas pessoas é algo muito complexo, mas quando dá certo é belo e faz muito bem.

Você terá um companheiro para lhe estender a mão nas dificuldades.

Você terá alguém para chamar de marido ou esposa e saber que a partir dali você pode construir uma família maior ainda.

A vida da gente fica totalmente colorida quando encontramos alguém que nos entende, que nos completa e que nos faz dar sorrisos cheios de sentimentos bons.

Casar é simples, depende apenas da vontade de duas pessoas e da capacidade de ambas para formalizar a união, agora fazer dar certo é trabalhoso, depende da veracidade dos sentimentos envolvidos, do respeito mútuo, da perseverança e da renovação diária do amor.

Saiba que assinar um termo de compromisso perante um juiz ou um padre é muito mais simbólico do que real, o compromisso principal está confiado ao casal, está baseado no amor que cada um sente e na força de vontade de "fazer o eterno acontecer".

Há três anos coloquei meu nome numa certidão de casamento, mas bem antes disso já havia colocado o amor e a certeza em meu coração.h

O enlace entre duas pessoas é algo bonito de se ver, mas a continuidade e os frutos são mais lindos ainda.

Faça acontecer todos os dias.

Comemore cada momento como se fosse único.

Aprenda que haverá momentos de desculpas e de renúncias, assim como os de abraços e comemorações.

E não esqueça do trecho de Jobim: [...] é impossível ser feliz sozinho.

Felicidades!

Meu sexto dia dos namorados!




Como lidar com trolls?

É bem verdade que a internet nos propicia na maioria das vezes um ambiente legal e descontraído, mas e quando o contrário acontece?

Como lidar com aquela mensagem chata de um fake ou de alguém que usa o perfil verdadeiro para destilar sua crueldade gratuita?

Bem, eu de vez em quando recebo alguma "gracinha" do tipo aqui no blog, motivo pelo qual acredito que a primeira coisa a se fazer (quando você escolhe ser alguém "público" na rede) é moderar qualquer tipo de comentário antes que o mesmo vá a público em sua rede social. Isso diminui 85% do seu mau humor e estresse.

Depois de ter feito isso, certifique-se de que você não poderá e nem deverá perder tempo com comentários de pessoas irrisórias. 

Claro que, tudo depende, tudo depende do que está escrito e da gravidade do que você leu.

É difícil?

Claro, ninguém tem sangue azul ou branco congelando nas veias para não ficar 1% irritado, mas acreditem, geralmente depois da terceira gracinha, você ri, claro, das coisas irrelevantes e infantis abordadas na "piada"direcionada a você.

Eu, no começo ficava me indagando como alguém perde o precioso tempo da vida fazendo isso, hoje em dia, noto que existem muitas pessoas anti-felicidade espalhadas por aí, e que "as tais" nunca poderão compor a parcela significativa de leitores e pessoas que me querem bem, por que e para que perder tempo com elas?

Se seu caso é muito grave, procure uma delegacia especializada em crimes cibernéticos, elas estão espalhadas pelo Brasil e pode ser que tenha alguma em sua cidade (nessas horas procure o Google também, ele te dará o endereço e telefone certinho delas), caso não haja nenhuma, você deverá registrar um B.O numa delegacia "comum", o delegado é obrigado a registrar seu boletim e abrir um prazo para que você represente e formalize então sua denúncia, daí terá início a fase de inquérito policial para apuração do que está havendo.

Agora, se o que você recebe é do tipo: você é feia, horrorosa, RELEVE, você não vai morrer e nem ficar menos bonito (a) por ler este tipo de frase e delegado nenhum vai dar atenção a uma denúncia com argumentos tão frágeis.

Acredite, grande parte dessas pessoas que mendigam atenção com o tempo acabam se dando por vencidas e terminam com a "perseguição gato e rato", outras infelizmente não cansam com o passar dos dias, meses e anos, porém calcular o tempo útil de sua vida, o que você pode fazer em 3 minutos, em 10 minutos, em 1 hora, é uma boa estratégia, e sua conclusão será:

Se em 20 segundos eu sou capaz de beber um copo inteirinho de água ou sou capaz de dar uma super gargalhada, o que eu conseguirei fazer em 1 hora? Será que vale a pena se irritar com trolls?

Acho que não! 

Aliás, eu acho que não vale a pena se irritar nem com gente "de verdade", experiência!

Pense nisso, siga sua vida, trace suas metas e seja feliz.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...