Onde aprender a odiar para não morrer de amor?



Esta é uma célebre pergunta de Clarice Lispector tradutora do sentimento mais inquietante, que a maioria de nós já sentimos: o amor!

Amar alguém não é fácil, por mais que possa parecer. 


Existem os que sofrem do tal amor platônico. Para estas pessoas, os dias passam devagar, no pensamento sempre o mesmo episódio da novela  e a esperança: e se ele me amasse um dia ...

Existem também os que amam e acabam por descobrir que não foram amados. Houve uma construção de um relacionamento, planos, sonhos, desejos, mas [... ].


Eu pergunto:


Melhor amar platonicamente e achar que aquele cara é perfeito ou arriscar um relacionamento e descobrir que nunca foi amada?

Eu até hoje nunca descobri a resposta, só acredito que de uma forma ou de outra sempre amadurecemos, por mais que nunca saibamos onde se aprender a odiar para não morrermos de amor.

Ora, até quem ama, é feliz e é correspondido sofre com o tal amor, como compreender?

Melhor não nos preocuparmos tanto em entender. Viver certamente ultrapassa qualquer entendimento.


E verdade seja dita: só o amor nos proporciona sentimentos únicos, e para sentí-los não tem jeito, a não ser amar!

4 rabiscos:

  1. Olá Deny querida !!!

    O amor é uma incógnita, assim como as reações que ele nos provoca e como você mencionou não há como saber qual é a melhor atitude diante deste mistério...
    para conhecer o amor, só mesmo amando !

    Adorei, Flor !
    Grande beijo !

    ResponderExcluir
  2. A Samantha disse tudo!

    "...para conhecer o amor, só mesmo amando!"

    Ame! :)

    ResponderExcluir
  3. Todo amor vale a pena
    A vida deve ser vivida
    Ser feliz nos braços da morena
    Minha única saída.

    ResponderExcluir

Leio, logo critico!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...