Vaidade.



Dizem que ter vaidade em excesso não é a fórmula ideal para viver em harmonia consigo mesmo.

Concordo em partes.

Concordo, que usar a vaidade para se sobrepor a pessoas ou situações, realmente é um comportamento errado.

Também concordo, que ter vaidade como realização íntima e conseguir se sentir bem sem pretensão de superioridade em relação aos outros, é maravilhoso.

Neste último ponto, é preciso saber separar bem dois tipos de pessoas.

As vaidosas e as não vaidosas.

Não é porque alguém tem uma maior preocupação com a estética de seu corpo, que é fútil ou não faz nada de mais interessante na vida. Ou, não é porque alguém compra um eletrônico super legal que está querendo causar ou passa fome para fazer isso.

Acredite, posso juntar um balde de pessoas que pensam desta forma.

Assim como, não é porque alguém não dá importância alguma para a vaidade, que é feio, menos feliz ou menos realizado. 

Ou, não é porque alguém não acha internet super "da hora"que é ultrapassado.

O que vejo por aí é que está faltando respeito.

Respeito tanto das pessoas que se vangloriam ao usar a vaidade exagerada para querer causar, como das que são vaidosas e por isso criticam exageradamente quem não é, e ainda, dos não vaidosos que saem por aí afirmando que metade do mundo é fútil por separar meia-hora de seu dia para fazer uma maquiagem, por exemplo.

Pra mim não existe nada melhor que se sentir bem e ser feliz.

Se sair por aí com seu eletrônico de última geração te faz sorrir, saia e arrase para você mesmo, não para querer diminuir os outros.

Se acordar de cara lavada, sair sem ligar para combinações ou moda te faz sorrir também, seja você, seja autêntico, o caminho é se sentir a vontade com você mesmo.

Na minha opinião, a vaidade saudável ajuda a colorir, e muito, a vida!

0 rabiscos:

Postar um comentário

Leio, logo critico!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...